No 12º ano, esta disciplina deve ser encarada, já não como um complemento de generalidades de saberes associados às T.I.C., por mais evolutivos que possam ser (e são), mas sobretudo como um complemento de formação nesta área, que visa direccionar os saberes dos alunos para aplicações específicas da sua esfera de conhecimentos e que sirvam como pré-requisitos adicionais para um prosseguimento de estudos que é, sabemo-lo hoje, profundamente condicionante de mestria de aprendizagem ao nível do ensino superior.

in Programa de Aplicações Informáticas B